Liderança para chefias directas

Programa:

1. Caracterizar o âmbito da liderança de equipas e pessoas

  • Identificar as responsabilidades e desafios associados à função.
  • Distinguir gestão e liderança:
    • diferenças e complementaridades;
    • papéis e responsabilidades.
  • Definir os critérios e a finalidade da liderança eficaz.
  • Diagnosticar o seu estilo pessoal de liderança.

2. Saber utilizar os estilos de liderança para reforçar e promover os desempenhos

  • Caracterizar os diferentes estilos de liderança:
    • boas práticas, práticas a evitar;
    • o papel do líder enquanto influenciador da evolução de competências e motivações.
  • Saber utilizar os estilos de liderança para obter os melhores resultados das equipas em diferentes contextos.

3. Motivar e animar a equipa Identificar os factores facilitadores da motivação.

  • Identificar as situações que promovem a desmotivação.
  • Treinar-se nas etapas do Modelo VIE para motivar as equipas.
  • Dar feedback construtivo com impactes na melhoria dos desempenhos:
    • elogiar os membros da equipa;
    • criticar os desempenhos e estimular a sua melhoria.

4. Diagnosticar o grau de competência e autonomia dos colaboradores

  • Diagnosticar as necessidades de evolução das pessoas e das equipas.
  • Organizar o trabalho e facilitar a progressão individual/colectiva.
  • Utilizar as entrevistas e reuniões para mobilizar as equipas.

5. Comunicar eficazmente com os diferentes interlocutores

  • Identificar formas de transmitir ideias e opiniões a diferentes interlocutores:
    • treinar a coerência entre forma e conteúdo da mensagem;
    • argumentar de acordo com os estilos dos interlocutores.
  • Saber escutar, mesmo nas situações mais difíceis.
  • Gerir os interfaces cliente-fornecedor interno.

6. Desenvolver a sua eficácia de gestão e liderança

  • Gerir prioridades de forma coerente:
    • definir objectivos e “regras de jogo”.
  • Desenvolver a competência e a autonomia da equipa:
    • princípios de funcionamento das equipas eficazes;
    • controlo dos resultados;
    • consequências das estratégias de competição e de cooperação nos resultados das equipas.
  • Afirmar-se face a diferentes tipos de colaboradores:
    • os colaboradores ocasionais;
    • os colaboradores “ex-colegas”.
  • Tomar decisões oportunas:
    • gerir resultados ou gerir culpas?
    • analisar dificuldades e problemas;
    • gerar alternativas para obter soluções;
    • lidar com tensões e conflitos, adoptando uma atitude positiva e construtiva;
    • saber dizer “não”, quando necessário.
  • Saber delegar:
    • formar no posto de trabalho;
    • acompanhar os desempenhos;
    • saber tratar os erros.

Dirigido a:

  • Chefias directas.
  • Chefias intermédias.
  • Chefes de equipa e Supervisores, com responsabilidades hierárquicas ou funcionais pela condução de pessoas.

Objectivos:

No final da acção, os participantes serão capazes de:

  • enquadrar o papel da chefia e do líder nos contextos organizacionais actuais;
  • comunicar eficazmente a todos os níveis;
  • liderar e motivar os colaboradores para agir,
  • contribuindo com o melhor de si próprios;
  • resolver problemas e tomar decisões, pensando no todo e agindo caso-a-caso;
  • conduzir as equipas de forma a garantir bons desempenhos e obter bons resultados.

Métodos:

  • Trabalhos de vertente inter-activa e prática, com vários exercícios, debates e sínteses.
  • Auto-diagnóstico dos estilos pessoais de liderança.
  • Treino de aplicação dos estilos de liderança a vários contextos.
  • Elaboração de planos de acção a partir das dificuldades reais diagnosticadas durante o curso.

Datas/Locais:

Início
Fim
Horário
Local
Se está interessado neste curso de formação, por favor, contacte-nos!




Avaliação e gestão de desempenho

  • Visão integrada da gestão da performance organizacional – integra avaliação dos resultados organizacionais com resultados individuais (funções e competências).
  • Cria uma ligação firme entre aspectos a montante do sistema (Definição de Objectivos) e a jusante do sistema (desenvolvimento de competências).
  • Fornece princípios e ferramentas práticas facilmente acopláveis aos SAGD das empresas dos participantes.

Programa:

1. Integrar a avaliação e gestão de desempenho como um instrumento indispensável à gestão da organização

  • A importância da avaliação e gestão de desempenho para a organização.
  • A importância da avaliação e gestão de desempenho para os colaboradores.
  • A ligação da avaliação e gestão de desempenho com os sub-sistemas de gestão de recursos humanos.
  • Fazer o diagnóstico das práticas e das expectativas.

2. Conceber um sistema de avaliação e gestão de desempenho (SAGD)

  • Princípios e pressupostos orientadores de um SAGD.
  • As dimensões de performance numa organização:
    • performance estratégica;
    • performance operacional;
    • performance individual.
  • Principais componentes do SAGD:
    • processo;
    • intervenientes e responsabilidades;
    • instrumentos de monitorização e avaliação;
    • sistemas de Informação.
  • Gestão por objectivos: o “centro” de um SAGD:
    • alinhamento e desdobramento de objectivos;
    • indicadores e métricas;
    • fixação de objectivos: princípios e metodologias;
    • monitorização e acompanhamento de resultados: a gestão da acção.

3. Dominar a avaliação e gestão do desempenho individual

  • Confiança e motivação: impactos psicológicos do processo.
  • Avaliação, gestão e desenvolvimento de competências.
  • A definição e negociação de objectivos – o estabelecimento de compromisso entre chefia e colaborador.
  • As entrevistas de avaliação e gestão de desempenho.
  • A formação dos avaliadores.

4. Implementar um sistema de avaliação e gestão de desempenho

  • As etapas da implementação do sistema.
  • A campanha de divulgação.
  • A gestão da mudança.
  • O Sistema piloto – ano zero.
  • As correcções e os ajustamentos.

5. A avaliação de desempenho como critério de despedimento por extinção do posto de trabalho

  • Compreensão da nova lei.
  • Impactos da aplicação da nova lei.

Dirigido a:

  • Gestores de topo responsáveis pela gestão estratégica, gestão de operações e gestão de equipas.
  • Gestores e Técnicos de Recursos Humanos.
  • Gestores e Controllers de Planeamento e Controlo de Gestão.

Objectivos:

No final da acção, os participantes serão capazes de:

  • integrar a relevância e impactos da Avaliação e Gestão do Desempenho na gestão da organização;
  • compreender a inevitabilidade da integração das diferentes dimensões da performance organizacional;
  • participar activamente na concepção, implementação e operacionalização de um Sistema de Avaliação e Gestão de Desempenho.

Métodos:

A orientação do curso fará apelo a uma pedagogia activa baseada em:

  • alternância entre exposições teóricas e exercícios práticos – individuais e em grupo;
  • análise de casos em sub-grupos;
  • debates dirigidos com participação activa do grupo;
  • simulações de situações representativas  do contexto profissional.

Datas/Locais:

Início
Fim
Horário
Local
Se está interessado neste curso de formação, por favor, contacte-nos!




Resolução de conflitos

Programa:

1. Analisar a dinâmica relacional em situações de conflito

  • Os tipos de conflitos nas Organizações: conflitos de crenças
    e conflitos de recursos escassos.
  • As relações de poder e o seu impacto na dinâmica relacional e na eclosão de conflitos.
  • A comunicação ineficaz como factor de conflito.
  • As relações de força: atitudes de ataque e defesa.

2. Identificar os estilos pessoais nas situações de conflito

  • llComo lida com os conflitos? Conhecer-se melhor a si mesmo – auto-diagnóstico do estilo individual de gestão dos conflitos.
  • Conhecer melhor o outro e a forma como ele reage.
  • A solidez financeira e o Equilíbrio Financeiro.
  • Seleccionar os comportamentos chave e os meios práticos para
    reforçar uma atitude de base positiva.
  • Ultrapassar os bloqueios pessoais que dificultam a procura de critérios comuns para construir soluções conjuntas.

3. Desenvolver as atitudes e comportamentos que facilitem a resolução dos conflitos

  • Fases do desenvolvimento dos conflitos: da percepção de incompatibilidade à busca das soluções.
  • Construir e manter um clima de confiança: utilizar um processo
    de comunicação com base nos interesses mútuos.
  • Potenciar a atitude cooperativa nos outros para facilitar a negociação.

4. Escolher as estratégias negociais a utilizar: a negociação como forma positiva de resolução de conflitos

  • Caracterizar as situações de negociação na resolução de conflitos.
    Escolher entre negociar ou não negociar.
  • As principais estratégias de negociação: estratégias integrativa e distributiva.
  • Escolher a sua estratégia em função do objectivo e da situação.
  • Fazer as escolhas adequadas e adaptá-las ao processo de negociação: negociar em bloco ou ponto por ponto.
  • Avaliar a relação de poder na negociação: poder expresso, poder real, poder percebido.

5. Actuar nas várias fases da negociação

  • A fase de preparação: ponto-chave do êxito da negociação:
    • os objectivos;
    • as concessões e os limites;
    • a argumentação de apoio;
    • como analisar os interesses e as posições da outra parte.
  • Saber conduzir a negociação – os métodos eficazes em cada etapa:
  • o enquadramento da negociação e os interesses mútuos;
    • controlar o diálogo – a arte de perguntar;
    • tratar os diferentes tipos de objecções;
    • sair de uma situação de impasse: a chave para desbloquear uma situação e retomar o diálogo em clima de cooperação.
  • Procedimentos para concluir acordos: técnicas de fecho da negociação:
    • conseguimos um acordo fiável?
  • Saber avaliar a eficácia de uma negociação.

6. Lidar com o conflito online

  • Efeitos do uso das tecnologias de comunicação (email, sms, chat)
    sobre o comportamento social: oportunidades e ameaças
  • Limites e enviesamentos gerados pelos media online: da ilusão de sincronicidade à escalada de conflito verbal.

Dirigido a:

  • Quadros e chefias para quem resolver conflitos e negociar constituem parte importante da actividade profissional de gestão e de coordenação de pessoas.

Objectivos:

  • Distinguir os diferentes tipos de conflitos e prever as suas consequências práticas;
  • Controlar o diálogo durante a resolução do conflito face-a-face;
  • Construir uma relação de confiança durante o processo negocial;
  • Conduzir a negociação para uma solução conjunta do conflito;
  • Fechar um acordo estável enquanto solução negociada de um conflito.

Métodos:

A metodologia segue uma orientação de pedagogia activa, com participação contínua dos formandos:

  • Estudo de casos;
  • Análise e simulação de situações de conflito;
  • Diagnóstico e discussão dos estilos individuais de gestão dos conflitos.

Datas/Locais:

Início
Fim
Horário
Local
Se está interessado neste curso de formação, por favor, contacte-nos!